quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Quadras soltas para fado




Num encontro encontrei
sem esperar em tal espera
o que ter nunca tivera
amor como nunca amei.

Quando olho o teu olhar
ao beijar a tua boca
muito pouco se apouca
muito sinto que ganhar.

Por ti sigo, por ti corro
por ti paro, por ti espero
por ti vivo , por ti morro
por ti choro e desespero.

Na distância deste grito
meu coração corre ao teu
pode ele estar no infinito
estará sempre ao pé do meu.





3/2012




Enviar um comentário